Pence encontra Temer e pede esforço para resolver crise na Venezuela

Vice-presidente dos EUA expressa solidariedade pela situação dos refugiados e afirma que apoia o Brasil no esforço de restaurar a democracia venezuelana.

O presidente Michel Temer e o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, reuniram-se por cerca de uma hora no Palácio do Planalto nesta terça-feira (26). Ele entrou no Planalto pela porta lateral, ao som de uma música de ninar americana, tocada com um trompete por um dos poucos manifestantes que estavam no local, com placas com a frase “libertem nossas crianças”.

No início da reunião, aberta aos veículos de imprensa, Pence disse que os Estados Unidos também estão preocupados com a crise política na Venezuela.

Ele expressou solidariedade pela situação dos refugiados e afirmou que apoia o Brasil no esforço de restaurar a democracia venezuelana.

“Nós somos muito agradecidos pela liderança do Brasil em meio à crise da Venezuela. Os Estados Unidos estão orgulhosos de oferecer ajuda e esforços”, disse.

Segundo ele, Washington e Brasília estão ligadas por fortes laços econômicos e por princípios como liberdade e democracia. “A relação dos Estados Unidos e Brasil atravessa gerações. Nós acreditamos que estamos juntos na promoção da liberdade”, disse.

Temer disse a Pence que a Copa do Mundo da Rússia é hoje um evento que ocupa a atenção da sociedade e pediu aos Estados Unidos que torçam pelo Brasil.

“Os Estados Unidos não estão participando, mas há muitos apaixonados e fãs do futebol. Espero que se o Brasil chegar à final, os senhores possam torcer pelo nosso país”, disse.

Em resposta, entre risos, ele disse que os Estados Unidos torcem hoje e torcerão amanhã pelo Brasil – em uma aparente alusão à Argentina, que enfrenta a Nigéria nesta terça (26) e precisa vencer para passar de fase.

Na conversa, os principais temas foram a política de tolerância zero do governo Trump com imigrantes e o destino das crianças brasileiras detidas, a situação na Venezuela e os refugiados venezuelanos no Brasil, o acordo de salvaguardas tecnológicas que permitirá o uso pelos EUA da base de Alcântara (no Maranhão), a entrada do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e as barreiras americanas ao aço e alumínio.

A mulher de Pence, Karen Pence, iria visitar a igreja Santuário Dom Bosco e, depois, vai plantar uma árvore.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.