Deputado é alvo de ação da PF por fraudes no Ministério do Trabalho

Nelson Marquezelli (PTB-SP) é investigado na operação Registro Espúrio.

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta (5) mais uma fase da Operação Registro Espúrio, que mira esquema de fraudes e corrupção no Ministério do Trabalho.

Segundo pessoas com acesso às investigações, entre os alvos estão o deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP) e o ministro do Trabalho, Helton Yomura, que teve afastamento determinado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Os agentes da PF cumprem dez mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária, expedidos pelo STF, em Brasília e no Rio de Janeiro.

Também foram impostas restrições aos investigados de frequentar o Ministério do Trabalho e de manter contato com os demais alvos da operação, além da suspensão do exercício do cargo.

Estão sendo feitas ações de busca e apreensão no gabinete de Marquezelli e de Yomura.

A operação apura suposta atuação de políticos na cobrança de propinas e de apoio político em troca da concessão de registros sindicais. O PTB e o Solidariedade, partidos que controlam o ministério, além de centrais sindicais estão no centro das apurações.

Segundo a PF, as investigações e o material coletado nas duas primeiras fases da Registro Espúrio indicam a participação de novos atores e apontam que “importantes cargos da estrutura do Ministério do Trabalho foram preenchidos com indivíduos comprometidos com os interesses do grupo criminoso, permitindo a manutenção das ações ilícitas praticadas na pasta”.

Na segunda etapa da operação, a PF fez buscas no apartamento da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do presidente nacional do partido, Roberto Jefferson. Os dois são padrinhos políticos de Yomura. Com informações da Folhapress.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.